Bloco do Pescoção arrasta mais de 5 mil foliões pelo centro de Belo Horizonte

Muito samba, alegria e descontração. Assim foi o desfile do Bloco do Pescoção, realizado na terça-feira 13/2, último dia de Carnaval. O bloco, que é formado majoritariamente por jornalistas e demais profissionais da área de comunicação, arrastou cerca de 5 mil foliões pelas ruas do centro da cidade, segundo cálculos da Polícia Militar.

“Estamos felizes com o resultado do desfile. O Carnaval de rua de Belo Horizonte cresceu e o Bloco do Pescoção vem acompanhando essa evolução, oferecendo muito samba de raiz e um ambiente de alegria e paz”, avaliou o jornalista Zuzileison Moreira, diretor do Sindicato e um dos coordenadores do bloco.

Como de costume, a concentração foi em frente à Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro). O Sindicato montou uma estrutura com bar e banheiro para uso dos sindicalizados. Antes mesmo do início da concentração, o DJ César dava o tom da festa com um repertório variado, que ia de Jorge Bem a Carlinhos Brown.

Em seguida entrou em cena a bateria do Núcleo de Estudos de Cultura Popular (Necup), comandada pelo Mestre Rubem. Com o auxílio luxuoso do cantor e compositor Mário Emílio Moura, o público fez um aquecimento ao som de sambas enredos da década de 1970 e 1980.

Outro destaque foi a presença da maior revelação do samba mineiro, a cantora Manu Dias, que pelo terceiro ano consecutivo fez sua participação especial no Bloco do Pescoção. “Tenho muito que agradecer essa energia. Foi através do Bloco do Pescoção que comecei a participar profissionalmente do Carnaval de Belo Horizonte”, contou.

Baile do Pretinho

Neste ano, pela primeira vez, o Bloco do Pescoção incluiu a música instrumental, com o “Baile do Pretinho”, comandado pelo cavaquinista Warley Henrique, um dos grandes nomes da música instrumental brasileira. A apresentação mesclou estilos da música popular brasileira como o forró, samba, congado, frevo, samba rock e funk.

Com Marcelo Roxo e Álvaro Ferr nos vocais, o grupo era formado por Gustavo Monteiro (violão 7 cordas), Fábio Martins e Peterson (percussão) e o próprio Warley Henrique no cavaquinho e vozes.

“O desfile foi maravilhoso! A cada ano percebemos a receptividade do público, que sempre responde com muito entusiasmo e alegria. Ano que vem tem mais”, disse Warley Henrique.

Campanhas 

Neste ano, o Bloco do Pescoção participou de várias campanhas educativas, para promoção da cidadania, tolerância e a diversidade. Foi um dos 11 blocos que participaram da campanha educativa da Cemig. O bloco também apoiou a campanha do Sindifisco contra a reforma da Previdência. A cada trinta minutos as músicas eram tocadas pelo DJ César.

O bloco também contou com o apoio da Casa do Jornalista, Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, Bar do João, da Cervejaria São Sebastião e da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur.

(Crédito da foto: Thiago Fernandes.)

[15/2/18]

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *