Redução salarial no Estado de Minas: Justiça do Trabalho adia audiência

A oitiva das testemunhas pela Justiça do Trabalho no processo contra a redução ilegal de salários imposta pelo jornal Estado de Minas aos jornalistas, que estava marcada para esta sexta-feira 19/8, foi adiada mais uma vez, agora para o dia 26 de outubro. O motivo foi o pedido do Ministério Público do Trabalho (MPT) para que seja incluído como parte do processo, como custos legis, o que foi deferido hoje pelo juiz do caso. O juiz abriu vistas ao processo para o MPT e marcou a nova data para colher os depoimentos dos jornalistas apresentados pelo Sindicato e pela empresa na audiência de hoje.

Na audiência anterior, assim como na audiência do processo contra a redução salarial na TV Alterosa, a empresa insistiu na tese inverídica de que a redução foi aprovada em assembleia pela categoria, mas que o Sindicato não a aceitou. Disse ainda que o corte de salários foi feito a pedido dos trabalhadores e que não há nenhum tipo de insatisfação por parte da categoria.

 

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Um comentário

  1. E um absurdo empresa fazer uma alegação mentirosa como essa, a pior coisa e um profissional ter seu salário reduzido, e uma falta de consideração da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *