Jornais e revistas: em reunião no Ministério do Trabalho, patrões se comprometem a apresentar proposta

Representantes do Sindicato dos Jornalistas e do Sindicato dos Empregados na Administração de Jornais e Revistas (Sinad) reuniram-se nesta quinta-feira 18/8 com representantes dos jornais O Tempo, Hoje em Dia, Metro, Balcão e Estado de Minas na sede da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego (SRTE) para discutir a Campanha Salarial 2016/2017. A reunião de mediação foi pedida pelos sindicatos diante da intransigência patronal em negociar.

Apesar de a pauta de reivindicações dos jornalistas ter sido entregue em fevereiro, até hoje apenas uma reunião tinha sido feita com os representantes dos patrões. A justificativa para não marcação e cancelamento de reuniões era a falta de direção no sindicato patronal, que está sob comando provisório de Renato Teixeira da Costa, dos Diários Associados. Diante disso, e porque o cadastro do sindicato patronal na SRTE está desatualizado, foi preciso convocar as empresas jornalísticas para a reunião.

O presidente Kerison Lopes criticou duramente o comportamento patronal. Ele observou que com os patrões de rádio e televisão já foram feitas várias reuniões e, embora ainda não tenha havido acordo, há esforço para negociar. “São os trabalhadores que sofrem com essa situação, pois, além da defasagem salarial, as empresas estão demitindo, descumprindo a legislação trabalhista e cometendo todo tipo de irregularidade”, denunciou, ressaltando que os jornalistas do Estado de Minas sofreram redução salarial ilegal de 40%.

Kerison e Marco Antônio Jacob, presidente do Sinad, lembraram que nas campanhas dos anos anteriores as negociações com os patrões foram muito mais efetivas. “Havia mais respeito aos trabalhadores”, criticou Jacob. A mediadora da SRTE também criticou o comportamento das empresas. Kerison manifestou sua desconfiança em relação à continuidade das negociações e a disposição do Sindicato de encerrá-las, mas a mediadora propôs a realização de uma reunião entre as partes no próximo dia 26/8. Os patrões se comprometeram a finalmente apresentar uma proposta aos sindicatos dos trabalhadores. Uma nova reunião de mediação para avaliar a negociação foi agendada para o dia 31/8.

(Na foto, representantes dos trabalhadores e dos jornais, na reunião realizada na SRTE. Crédito da foto: Emílio Silva.)

Veja também

Campanha Salarial 2020 dos jornalistas, assessores e radialistas: saiba como estão as negociações com os patrões

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *