Pela PEC, jornalistas farão novo ato nesta terça 7/4

No Dia do Jornalista, que se comemora nesta terça, 7 de abril, a Federação Nacional dos Jornalistas e sindicatos da categoria farão em Brasília um ato pela aprovação da PEC do Diploma. Caravanas e delegações foram mobilizadas para a atividade que acontecerá a partir das 14h, no Salão Verde da Câmara dos Deputados. O presidente do Sindicato, Kerison Lopes, lidera a representação de jornalistas mineiros.

As bancadas do PMDB, PSOL e PPS decidiram pelo apoio à PEC do Diploma e o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, anunciou ao deputado Paulo Pimenta (PT/RS) que a proposta deverá ir a voto no Dia do Jornalista. Paralelamente, dirigentes da Federação e dos Sindicatos de Jornalistas reforçaram o contatos com os parlamentares, obtendo mais adesões à PEC 206/2012, que restitui o diploma em curso de nível superior em Jornalismo como requisito para o exercício da profissão.

Com a crescente manifestação de apoio parlamentar e a iminência da votação da proposta, a expectativa dos organizadores é de que a atividade da próxima terça-feira seja a maior desde o lançamento da campanha em defesa do diploma, em 2009. Estão em organização caravanas de profissionais, estudantes e professores dos estados de São Paulo, Paraná, Goiás, faculdades de Brasília, especialmente da Uniceub, e vários Sindicatos de Jornalistas já confirmaram presença de seus presidentes e diretores. Estão, sendo convidados, também, entidades parceiras, deputados e senadores.

Em alguns estados, sindicatos da categoria e faculdades de jornalismo preparam vigílias para acompanhamento da sessão da Câmara dos Deputados na tarde do Dia do Jornalista, como também movimentos para solicitar o comparecimento dos parlamentares ao plenário através de telefonemas e mensagens pela internet.

No ato das 14h, no Salão Verde da Câmara, a Fenaj deve lançar um manifesto defendendo a PEC do Diploma e contra a terceirização, mais um dos grandes problemas das condições de trabalho dos jornalistas.

(Com informações do portal da Fenaj.)

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *