Instituto FALA! e Google News Initiative lançam Rede de Treinamentos para jornalistas

0
216

A Rede de Treinamentos FALA! é um programa que vai fornecer oficinas gratuitas sobre ferramentas Google para redações em todo o Brasil. Além disso, os participantes terão acesso a videoaulas sobre temáticas e princípios do jornalismo de causas, como: jornalismo antirracista, a importância dos dados para o jornalismo local e coberturas jornalísticas de meio ambiente e segurança pública. As videoaulas serão ministradas por organizações fundadoras do Instituto, como Alma Preta Jornalismo, Ponte Jornalismo e 1 Papo Reto, além organizações parceiras como o data_labe.

As oficinas sobre ferramentas Google podem ser presenciais ou virtuais, a depender da realidade de cada organização que participará dos treinamentos. A oficina do Sindicato dos Jornalistas de Minas será no dia 25 de maio. Inscrições podem ser feitas em https://bit.ly/OficinaFALA. O programa possui uma rede de 11 comunicadores, de todas as regiões do país, que serão os responsáveis por conduzir estas oficinas sobre Google Trends, Busca Avançada, Google Maps e Google Earth aplicados ao jornalismo, além do Google Pinpoint.

O objetivo é que, ao fim do programa, centenas de veículos de comunicação e milhares de jornalistas sejam capazes de utilizar os conhecimentos do programa, tanto no que diz respeito às ferramentas Google quanto sobre os princípios e práticas do jornalismo de causas, para experimentar novas linguagens, criar novos produtos jornalísticos e otimizar suas rotinas de pesquisa e análise de informações.

“Contribuir com a formação de jovens comunicadores de diversas regiões do Brasil é um dos pilares de atuação do Instituto FALA!. Temos como missão fomentar a pluralidade de vozes, narrativas, territórios, formatos e linguagens por meio do jornalismo de causas. Os jornalistas que compõem a rede instrutora são os protagonistas do programa, porque é da união entre o ferramental e a produção de conhecimento que vem de cada um deles que mora a riqueza desta iniciativa.”, ressalta Antônio Junião, Co-Fundador do Instituto FALA! e Diretor de Arte e Projetos na Ponte Jornalismo.

A Rede FALA! é a primeira rede de instrutores da Google News Initiative no Brasil. “Já treinamos mais de 20 mil jornalistas no Brasil em ferramentas Google”, diz Marco Túlio Pires, líder do Google News Lab no Brasil. “Com o lançamento de novas funcionalidades e produtos, como o Pinpoint, a ideia é que a rede de instrutores possa fazer esse conhecimento chegar ao maior número de jornalistas.”

Além de redações, jornalistas independentes e estudantes de jornalismo podem se inscrever pelo site para receber treinamento presencial ou remoto, dependendo da localidade. O agendamento das oficinas com os inscritos no programa vai começar já no dia 26 de março.

Confira o perfil dos 11 instrutores da Rede FALA!

Ariel Bentes (Amazonas)

É co-fundadora da Abaré – Escola de Jornalismo e possui reportagens publicadas em sites como Amazônia Real, Favela em Pauta e Nexo, além de colaborar com o Observatório de Violações à Liberdade de Imprensa na Amazônia da Repórteres Sem Fronteiras.

Denise Salomão (Pará)

Jornalista e Mestre em Ciências da Comunicação UFPA.Co-fundadora da produtora de comunicação Maré Cheia. Atualmente, é bolsista no Laboratório de Comunicação do Museu Paraense Emílio Goeldi. Jornalista freelancer com experiência em formatos multimídia e atuação junto a comunidades periféricas, ribeirinhas, quilombolas e indígenas.

Martihene Oliveira (Pernambuco)

É idealizadora do Coletivo de Mídia Independente Sargento Perifa e escritora do

livro-reportagem Urubu Marrom – Relatos de uma jornalista de favela. Mobilizadora do Mapa da Mídia Independente e Popular de PE pela Marco Zero Conteúdo. Já colaborou com o Intercept Brasil, com a série de reportagens Quantos Pretos Você Perdeu?, e foi 2º lugar no 11º Prêmio Patrícia Acioli de Direitos Humanos.

Larissa Carvalho (Ceará)

É fundadora e editora-chefe do Negrê, o primeiro portal de mídia negra nordestina do Brasil e autora do livro-reportagem “Mutuê: relatos e vivências de racismo em Fortaleza”. Já foi indicada às premiações Troféu Mulher Imprensa nas categorias “Jornalista revelação – início de carreira” e “Região Nordeste”, além de ter sido finalista no Prêmio + Admirados Jornalistas Negros e Negras da Imprensa Brasileira 2023.

Bruna Rocha (Bahia)

Cofundadora, repórter e produtora de conteúdos digitais da newsletter Entre Becos, organização jornalística que por meio do jornalismo local, conta histórias a partir e para os territórios periféricos de Salvador/Ba. Atuou em empresas como a TV Bahia do grupo Globo; Estadão de São Paulo; Notícia Preta e na ong Fábrica Cultural.

Luiz Felipe Liazibra (Distrito Federal)

Cientista político e jornalista, com pós-graduação em direito constitucional. Trabalhou monitorando o Poder Legislativo pela Umbelino Lôbo Consultoria Política. Como jornalista, atuou na Rádio Senado, com matérias veiculadas na Voz do Brasil e no jornal matinal Conexão Senado. Foi um dos selecionados da Jornada Galápagos de Jornalismo e também do programa Geração Juventudes, do Canal Futura.

Maria Paula Monteiro (Minas Gerais)

Jornalista, ativista feminista e LGBTQIAPN+. Trabalhou nas redações da RecordTV Minas e do jornal Estado de Minas, além de ter sido assessora na Assembleia Legislativa do estado. É uma das fundadoras do Coletivo Feminista Várias Marias e está como conselheira municipal das mulheres em Sete Lagoas, MG.

Gisele Alexandre (São Paulo)

Jornalista, educomunicadora, articuladora territorial e gestora de projetos. Criada no Capão Redondo, atua há 18 anos no jornalismo periférico. Fundou o Manda Notícias para divulgar informações importantes e combater as notícias falsas sobre a pandemia da COVID-19. Em 2023, lançou o Festival CultCom, evento gratuito que reuni uma programação multiformato protagonizada por produtores culturais e comunicadores periféricos. É fundadora e

diretora-executiva da Pauta Periférica, produtora de conhecimento e conteúdo independente.

Lia Soares (Rio de Janeiro)

Lia é uma mulher trans, pernambucana, preta que cresceu na periferia do Rio de Janeiro, no Complexo do Alemão. Jornalista e graduanda em Ciências Sociais, atua no mercado de comunicação há mais de 10 anos, com experiências na Record TV, Voz das Comunidades, Fundição Progresso, Moss Earth, Ecomunica e Favela em Pauta.

Higor Paulino (Paraná)

Jornalista com especialização em Mídias Digitais pela Universidade Positivo. Foi repórter do portal da Câmara Municipal de Curitiba e teve passagem pelas rádios CBN e Band News FM na capital paranaense. Colaborou no projeto “Periferias Plurais” do Jornal Plural. É também redator e videomaker. Tem experiência em marketing digital e assessoramento de imprensa.

Camila Saccomori (Rio Grande do Sul)

Atuou por 20 anos no Grupo RBS, onde foi repórter e editora nos veículos clicRBS, Zero Hora, Diário Gaúcho e RBS TV. É freelancer desde 2018, com matérias publicadas em canais como Terra, Crescer e Correio do Povo. Recebeu 4 bolsas de reportagem (Dart Center/Columbia University, National Press Foundation e #Colabora). Escreve sobre Primeira Infância, saúde, educação, meio ambiente e tecnologia.

***

Sobre o Instituto FALA!

O Instituto FALA! nasce para promover e reverberar o encontro de novas agendas, formas e linguagens de um jornalismo de interesse público baseado em causas, que contribua para uma sociedade mais justa e verdadeiramente democrática. Nosso objetivo é reposicionar o debate sobre comunicação no país e contribuir para o aprimoramento das políticas públicas para um jornalismo mais qualificado e inclusivo, baseado em experiências e linguagens diversas. O Instituto foi fundado por quatro organizações de mídia independente: Alma Preta Jornalismo, Marco Zero Conteúdo, 1Papo Reto e Ponte Jornalismo.

Sobre a Google News Initiative

A Google News Initiative é a frente de esforços do Google de apoio à indústria jornalística, fomentando o jornalismo de qualidade e fortalecendo o ecossistema de notícias. Por meio dela, o Google oferece recursos, treinamentos e ferramentas digitais para impulsionar o trabalho das redações e torná-las negócios sustentáveis. Leia mais sobre a Google News Initiative.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here