Estado de Minas e TV Alterosa não pagam salários, mais uma vez

Mais uma vez os Diários Associados Minas não pagaram os salários dos seus funcionários. Passado o prazo legal de pagamento, até o quinto dia útil do mês seguinte ao trabalhado, grande parte dos trabalhadores do jornal Estado de Minas e da TV Alterosa não receberam seus salários.

O atraso atinge jornalistas, motoristas e pessoal da administração, inclusive aqueles que foram atingidos com o corte de salários da MP 936.

Não é a primeira vez que os Associados Minas atrasam o pagamento dos salários. Os atrasos são recorrentes e já levaram os trabalhadores a fazer diversas paralisações em 2019.

Em 2016, a empresa cortou os salários em 30%, apesar da oposição expressa dos trabalhadores e seus sindicatos. A medida foi julgada ilegal pelo TRT-MG.

Durante a pandemia, o Estado de Minas e a TV Alterosa recorreram à MP 936 para cortar ainda mais os salários. E agora, mesmo reduzidos, os salários não foram pagos em dia, inclusive os mais baixos.

O desrespeito dos Associados Minas aos direitos dos trabalhadores não se restringe aos salários. A empresa também deixa de pagar vale-transporte e tíquete alimentação, não deposita o FGTS, desconta o INSS, mas não faz seu recolhimento, afora outros problemas.

Também durante a pandemia a empresa foi proibida pelo Ministério Público do Trabalho de coagir ou pressionar seus empregados para alterar contratos de trabalho e desistir de ações trabalhistas já vitoriosas na Justiça do Trabalho.

[10/6/20]

 

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Um comentário

  1. Carlos alberto dos Reis

    A pergunta que eu faço é, a quem recorrer contra esses exploradores, se já ganhamos todas as ações, mais não recebemos, onde está a justiça?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *