Semana pela Democratização da Comunicação pede avanço para mídia pública em Minas Gerais

Apesar de promessas feitas durante a campanha eleitoral para fortalecime0nto da mídia pública no estado, o governo de Minas Gerais não implementou medidas de participação social esperadas com a criação da Empresa Mineira de Comunicação, não elaborou nenhum plano para democratizar o financiamento público e não freou a degradação das condições de trabalho dos funcionários das emissoras públicas Rede Minas e Rádio Inconfidência.

O assunto é um destaques da programação mineira da Semana Nacional pela Democratização da Comunicação 2017, realização anual do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC). A semana vai de 15 a 21 de outubro, com debates, seminários, oficinas, atos e atividades políticas e culturais em defesa da liberdade de expressão. O FNDC conta com a participação de mais de 60 entidades em Minas.

Na quinta-feira 19, a partir das 13h, na Praça da Liberdade, será realizado o ato público “Pelo Direito à Comunicação em Minas Gerais”. O objetivo é mobilizar apoiadores da mídia democrática e sociedade para dialogar sobre a importância da defesa da mídia pública em Minas. Haverá entrega do bolo de um ano ao governador por promessas não cumpridas na comunicação pública.

Liberdade de expressão

Nesta terça 17, às 15h, na Sala de Imprensa da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, será apresentado o relatório da campanha “Calar Jamais”, que denuncia casos graves de restrição à liberdade de expressão ocorridos no Brasil no último ano.

Entre estes estão: repressão a manifestantes e comunicadores, censura privada ou judicial de conteúdos na internet e na mídia, decisões judiciais e medidas administrativas contra manifestações artísticas e culturais, aumento da violência contra comunicadores e outras práticas que contribuem para calar a diversidade de ideias e opiniões.

Destinada à imprensa, a exposição contará com a participação de Florence Poznanski, secretária geral do comitê FNDC-MG, e Luiz Bernardes, jornalista, economista e pai do artista plástico Pedro Moraleida.

Entre as atividades previstas na semana destacam-se também:

  • Seminário “Os silenciamentos da mídia”, organizado pelo Grupo de Estudos em Mídia e Discurso (MíD) da PUC Minas e FNDC-MG. O seminário pretende discutir como a mídia opera com a estratégia de silenciamento em relação a diversos temas, grupos e enfoques. Esse silenciamento revela opções, pontos de vista, valores e representações da grande imprensa.

Participarão do debate: Ângela Carrato (jornalista, professora da UFMG), Danielle Sarah Oliveira (estudante secundarista), Eliara Santana (jornalista, doutoranda em Análise do Discurso, PPGL PUC Minas, e bolsista Capes) e Robson Sávio (professor da PUC Minas, membro da Comissão da Verdade). Data, horário e local: sexta feira 20/10, de 14h à 17h, na Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro).

  • Roda de Conversa “Web, Mídia e resistência: pelo fim de todos os latifúndios”, com a participação da deputada federal Margarida Salomão (PT/MG), das vereadoras em Belo Horizonte (PSOL) Aurea Carolina e Cida Falabella e de um representante do movimento hacktivista.

Uma espaço para contextualizar os desafios atuais da luta pela mídia democrática e para preservação de uma internet livre. Será também a mesa de abertura da Plenária Estadual do FNDC-MG que ocorrera no dia 22/10. Data e horário: sábado 21/10, às 14h. Local: Ocupação Carolina Maria de Jesus (Avenida Afonso Pena, 2300, Funcionários).

Estão previstas atividades também em São João del-Rei e Uberlândia.

Informações: Florence Poznanski (31) 9-8643-63247, fndcmg@gmail.com.

Página no Facebook: https://www.facebook.com/events/281152882390596.

Programação completa: https://huit.re/vuXwD6NL.

[16/10/17]

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *