Justiça do Trabalho marca julgamento da redução salarial nos Diários Associados

A Justiça do Trabalho marcou para o dia 31 de março de 2017 o julgamento final em primeira instância da redução salarial ilegal dos jornalistas dos Diários Associados. Nesta quarta-feira 14/12 foram ouvidas as seis testemunhas do processo, três indicadas pelo Sindicato e três pela direção da empresa.

Do lado do Sindicato, os ouvidos reafirmaram a ilegalidade e a pressão para que os trabalhadores assinassem o documento que dizia que a redução salarial foi feita de comum acordo e a pedido dos jornalistas. Também relataram que mesmo sem assinar o documento alguns tiveram o salário cortado. Os Associados levaram cerca de 16 testemunhas, mas somente três foram inquiridas pelas partes.

Ficou acertada uma nova rodada de negociação com os Associados para tentar novamente um acordo. O grupo se comprometeu, atendendo um pedido do MPT e da Justiça, a abrir sua folha de pagamento para que ela seja analisada por um assistente técnico indicado pelo Sindicato. Esses documentos, que ficarão sob custódia do MPT e sob sigilo, devem englobar a folha desde março deste ano, mês que antecedeu a reunião.

[14/12/16]

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *