Baile da Saudade traz cultura ‘soul’ à Casa do Jornalista neste sábado 13/2

Criado há 33 anos com o objetivo de manter viva a cultura soul em Belo Horizonte, o Baile da Saudade é a atração deste sábado, 13 de fevereiro, na Casa do Jornalista. Ele apresenta ao público a tradição dos bailes da cultura black baseada na música e na dança funky soul da década de 1970 e oferece espaço aos dançarinos para praticar e mostrar sua cultura.

O Baile da Saudade começou em 1983 numa reunião de amigos saudosos dos bailes de black music que aconteciam no centro da cidade nos anos 70 e que declinaram quando outros ritmos dominaram o cenário musical. Sem espaço para ouvir e dançar ao som da black music, o discotecário Toninho Black comprou uma caixa de som e disponibilizou sua rica coleção de discos de vinil para um baile mais intimista que reunia amigos e conhecidos.

Com o passar dos anos o baile se popularizou, ganhou endereço no bairro Venda Nova e conquistou frequentadores de todas as idades, classes sociais, raças. Agora, o Baile da Saudade – que já teve participação no filme “Uma Onda no Ar”, de Helvécio Ratton, e nos documentários “BH tem Hip Hop”, de Maurício PC e Júnia Torres, e “BH Soul”, de Tomás Amaral – retorna ao centro da cidade, região que concentrava a cultura black em Belo Horizonte nos anos 70.

No salão todo mundo é bem-vindo, não existem preconceitos nem pudores, cada um dança à sua maneira, afinal, o soul é dança e cada um cria o seu estilo. Os frequentadores mais antigos, no entanto, são um show à parte, seguindo à risca as tradições. Eles apresentam-se com roupas impecáveis, penteados afros e muitos acessórios. Cavalheiros vestem ternos, blazers, gravatas borboletas, casacos, coletes, suspensórios, chapéus e sapatos de bico fino lustrados. Damas abusam do brilho, dos penteados caprichados, da maquiagem elegante, brincos e colares coloridos e plataformas. No ambiente prevalecem a alegria, a gentileza, a elegância e a paixão pela música, pela dança e pela cultura black.

 

Baile da Saudade

Data: 12/2/16, sábado

Horário: 22h

Local: Espaço Cultural Casa do Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro, Belo Horizonte)

Informações: (31) 3459-5721

 

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *