Livro reúne obras de João Rafael; lançamento será nesta quarta

Os amigos e os colegas de profissão do jornalista João Rafael Picardi Neto têm um encontro marcado nesta quarta, a partir de 19h, na Casa de Jornalista, no lançamento do livro Entre palavras: vida, história e poesia. A publicação reúne os contos, crônicas e poemas produzidos por ele ao longo de sua vida. João Rafael trabalhou nos principais veículos de comunicação de Belo Horizonte, especialmente nos anos de 1980 e 1990.

João era conhecido pela excelência enquanto criador de pautas. Conseguia extrair notícia de onde menos se imaginava que ela pudesse existir. Porém, no mesmo João jornalista, havia outro João, que poucos chegaram a conhecer. Era o cronista e poeta, autor de textos belíssimos, que ele escrevia e passava para os amigos e os colegas de profissão. E ficava nisso o trabalho do cronistas e poeta. Seus leitores foram apenas as pessoas muito próximas dele.

Entre palavras: vida história e poesia foi organizado pela jornalista Heloisa de Souza, com quem João foi casado, e por seu filho, Rodrigo Picardi, com o apoio de vários amigos: Cláudia Barcelos, autora do projeto gráfico e da diagramação; Genin Guerra, que criou as ilustrações; Jurani Garcia, que fez a preparação do original e Marcelo Freitas, que ficou responsável pela publicação do livro. Lúcia Corrêa esteve presente na discussão do projeto e participou da coleta do material a ser publicado.

Heloisa de Souza conta que a maior parte dos textos chegou até ela impressa em antigos formulários contínuos, que não existem mais. Alguns foram escritos à mão e, segundo Heloisa, revelam um pouco de suas emoções, opiniões e visão de mundo. Em uma das crônicas, João Rafael revelou que sempre sonhou em escrever um livro. “Confesso que tentei fazê-lo em um caderno de mola, de folhas descartáveis, em espiral”, escreveu João na crônica O Natal do Concreto.

Ao mesmo tempo, no mesmo texto, expunha seu receio de não ser lido. “Já existem milhares, milhões de livros escritos no mundo. Só pelas minhas mãos passaram centenas, quem sabe, milhares. Para que mais um livro? Só pela vaidade de tê-lo escrito, com um prefácio de uma pessoa famosa ou conhecida nos meios literários? Ou apenas para fazer terapia gratuita com quem não tem nada a ver com minha trajetória deste mundo”.

João Rafael iniciou-se na profissão no jornal Diário do Comércio. Passou também pelas redações das sucursais da Folha de S. Paulo, TV Globo, revista e TV Manchete, além da Rede Minas. Tinha 19 irmãos e faleceu em 3 de abril de 2008, aos 59 anos, deixando um filho, Rodrigo Rafael de Souza Picardi e seis de seus irmãos. João Rafael morreu antes do boom das redes sociais. Se tivesse vivido um pouquinho mais, teria sido um campeão de likes e compartilhamentos.

Serviço

Lançamento do livro Entre palavras: vida, história e poesia

Dia: 7 de dezembro, de 19h às 21h30

Local: Casa de Jornalista: avenida Álvares Cabral, 400, Centro, Belo Horizonte

Veja também

Violência contra jornalistas - reproducao Youtube

Em 2022, a cada dia um jornalista foi agredido

As agressões diretas a jornalistas tiveram crescimento em todas as regiões do país, com repórteres, ...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *