Sindicato apresenta contraproposta de campanha salarial

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais enviou para o sindicato patronal de rádio e televisão a proposta de campanha salarial aprovada em assembleia virtual realizada na semana passada.

A proposta é a mesma apresentada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Rádio e Televisão: recomposição na íntegra de 3,65% da inflação acumulada até a data base (abril de 2020) nos salários e no piso, abono de R$ 1100, metade do valor pago ano passado, e pagamento da recomposição em até duas vezes.

A proposta inicial feita pelos patrões é de recomposição de 1,8% e nada de abono. Uma nova reunião entre os sindicatos deve ser marcada nos próximos dias. A cada reunião, o sindicato vai convocar a categoria para discutir a proposta.

As negociações com os radialistas estão um pouco mais avançadas, mas os patrões  se mantém intransigentes em relação ao abono. Propuseram apenas uma recomposição um pouco maior, de 2% para os salários e os  pisos.

Em relação os jornais impressos e sites não há ainda negociação em curso. Desde 2017, o sindicato patronal  de proprietários de jornais e revistas se recusa a conceder aumento. O sindicato tem buscado acordos individuais, mas também há resistência por parte dos patrões, que sempre alegam crise.

O sindicato dos jornais impressos e sites do interior apresentou uma proposta sem nenhum aumento, nem aos menos a recomposição da inflação.  No caso das assessorias de imprensa , o  sindicato nacional das empresas foi extinto e não há acordo coletivo desde então, apenas  tratados individuais. Para tentar solucionar esse impasse, o SJPMG vai fazer uma pesquisa com os assessores para traçar o perfil dos trabalhadores e ver como agir para garantir as recomposições e aumentos. Aguarde a divulgação das pesquisas nas redes sociais. Participe das assembléias virtuais. Mande seu nome para (31) 98239.4231 para receber o link das assembleias.

 

Veja também

Sede da EMC em BH

Rádio Inconfidência quer acabar com carreiras de concursados da emissora para depois terceirizar

Reunião de mediação realizada hoje na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) confirmou as ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *