Jornalistas repudiam argumentação inventada para inocentar criminoso

Nós, homens e mulheres, jornalistas de Minas Gerais, repudiamos e denunciamos a argumentação esdrúxula e bizarra inventada pelo trio de advogado, promotor e juiz com o objetivo de absolver o machão que violentou uma menina, em Santa Catarina.

A lei existe para proteger vítimas da violência particular e do Estado, não para absolver criminosos confessos, inventando “crimes impossíveis” para permitir-lhes a impunidade.

Nós, jornalistas de Minas, terra cujo primeiro nome é liberdade, exigimos uma atitude do Ministério Público e conclamamos todas as mulheres desse país a se juntarem a nós, em defesa da vítima.

A sentença contra essa menina nos atinge a todas e todos. Se nada fizermos, seremos, mais que coniventes, cúmplices dessa barbaridade.

Vamos à luta!

Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais

[5/11/10]

 

Veja também

ALMG tem surto de covid depois de convocar todos os terceirizados, muitos sem direito a plano de saúde

Já são seis trabalhadores da área de comunicação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (quatro ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *