Afiliada da Record em Alagoas dispensa nove e acaba com jornal noturno

Por Gabriel Vaquer, no Observatório da Televisão.

A TV Pajuçara, afiliada da Record TV em Alagoas, promoveu um chamado “passaralho” nesta segunda-feira 5/8. Nove profissionais foram dispensados. Entre eles está o apresentador Gernand Lopes, âncora do programa policial Fique Alerta, principal atração da emissora.

Segundo apurou o Observatório da Televisão, alguns dos outros demitidos foram os jornalistas Alberto Fonseca e Juliana dos Anjos, apresentadores do telejornal Pajuçara Noite. O programa deixará de ser produzido já a partir desta segunda. Mas as dispensam não pararam.

Também foram dispensados o âncora Oscar de Melo, apresentador do Cidade Alerta Alagoas; os repórteres Rafael Alves e Henrique Pereira; os cinegrafistas Milton Cavalcante e Deoclécio Passos; além da editora Esther Carvalho, que atuava no Pajuçara Noite.

Todos os nove dispensados haviam participado da greve dos jornalistas contra a redução de 40% do piso salarial e a perda de outros benefícios, que ocorreu entre os meses de junho e julho. Além da Pajuçara, a TV Gazeta, afiliada da Globo, promoveu demissão de grevistas, mas foi obrigada na Justiça a reintegrar os dispensados.

Até o momento, o único que se pronunciou sobre o assunto foi o âncora Gernand Lopes. No Instagram, ele agradeceu o carinho do público em 17 anos de emissora: “Obrigado pelo carinho que recebi de todos vcs ao longo desses anos. Meu respeito e GRATIDÃO aos telespectadores e ouvintes”.

Demissões teriam sido retaliação a greve

A TV Pajuçara/Record TV teria demitido estes profissionais em retaliação a greve de jornalistas em Alagoas, que ocorreu no fim de junho e início de julho. Os jornalistas lutaram para que o piso de Jornalistas do estado, um dos melhores do Brasil, não fosse reduzido.

As nove demissões na afiliada da Record TV se somam às outras quinze que ocorreram menos de 12 horas do fim da greve na TV Gazeta, afiliada da Globo. No total, 24 profissionais foram desligados até o momento como retaliação pela adesão ao movimento grevista, segundo o Sindicato da categoria.

Contudo, procurado pelo Observatório da Televisão, o Sindicato dos Jornalistas de Alagoas (Sindjornal) diz que já está ciente das demissões e tomando todas as providências.

(Publicado pelo Observatório da Televisão.)

 

#LutaJornalistga

#SindicalizaJornalista

[6/8/19]

 

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *