Monique Prada lança ‘Putafeminista’ no Espaço Cultural Casa d@ Jornalista sábado 1/9

A prostituta e feminista Monique Prada lança no Espaço Cultural Casa d@ Jornalista neste sábado 1/9, a partir das 19h, o livro Putafeminista. O livro expões ideias que servem de base para o putafeminismo, movimento que dá voz às trabalhadoras sexuais e fortalece sua luta por direitos e contra a opressão, sem que tenham de abrir mão de seu trabalho ou se envergonhar dele. O lançamento será seguido de uma festa.

A articulação das trabalhadoras sexuais para lutar por seus direitos e combater o estigma da profissão ganhou impulso com as redes sociais, graças a ativistas como Monique Prada. Neste livro de estreia, ela conta suas primeiras experiências com o sexo casual, aos 15 anos, a entrada no mundo da prostituição, aos 19, quando ainda trabalhava como estagiária em um escritório de advocacia, e a descoberta do feminismo, que a transformou em ativista putafeminista.

O livro tem prefácio de Amara Moira, trabalhadora sexual, travesti, escritora e doutora em literatura pela Unicamp, e apresentação de Adriana Piscitelli, professora do departamento de Antropologia Social e do doutorado em Ciências Sociais da Unicamp e pesquisadora do núcleo de estudos sobre gênero Pagu, vinculado à mesma universidade.

Após o lançamento haverá uma festa preparada especialmente pelo Coletivo Rebu para comemorar o evento. O DVJ Goulart animará a pista com um repertório de sucessos nacionais e internacionais e videoclipes que marcaram época nos anos 70, 80 e 90. A noite promete ainda surpresas como sorteios de brindes.

SERVIÇO

Lançamento do livro Putafeminista, de Monique Prada, seguido da festa Rebu

Dia: 1/9/2018, sábado

Horário: de 19h

Local: Espaço Cultural Casa d@ Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro, BH)

Página do evento: https://www.facebook.com/events/248991742622123/

[27/8/18]

Veja também

TV Integração divulga nota sobre agressões a repórter em Prata

O Grupo Integração, proprietário da TV Integração, emitiu nota nesta sexta-feira 30/10 lamentando as agressões ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *