Movimento Quero Prévias 2018 será lançado nesta quinta 10/11 na Casa do Jornalista

A Casa do Jornalista será palco nesta quinta-feira 10/11 do lançamento em Minas do movimento Quero Prévias 2018, que pretende ampliar e renovar a participação da sociedade na política e formular um projeto democrático para as próximas eleições. O encontro acontece às 19h, com presença de intelectuais, sindicalistas, movimentos sociais e cidadãos em geral.

“Mais uma vez, como acontece com todos os movimentos pela democracia, a Casa do Jornalista abre suas portas para receber essa iniciativa tão importante neste momento de escuridão na vida brasileira”, disse o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Kerison Lopes. “Neste último período, a Casa vem sendo frequentada por praticamente todos os movimentos sociais, tradicionais e novos. É urgente a união das esquerdas e dos progressistas. Como a realidade vem demonstrando que essa união não se dará pelos políticos e partidos tradicionais, Quero Prévias 2018 pode ser o movimento que vai unir a todos os que acreditam na democracia”, analisou.

O movimento

Quero Prévias 2018 foi constituído a partir de discussões de um grupo de professores e lançado nesta quarta 8/11 em São Paulo. Ele possui uma página na internet http://www.queroprevias.org.br/, além de páginas nas redes sociais, contendo seu manifesto, objetivos, metas e ficha de cadastro para adesão ao movimento. Entre aqueles que já aderiram estão Marcos Nobre, Aldo Fornazieri, Leonardo Avritzer, Camila Pitanga, Laura Carvalho, André Klotzel, Gregório Duvivier, Luiz Eduardo Soares, Ivana Bentes, Bruno Torturra.

No movimento cabem movimentos sociais, partidos, coletivos, ativistas, estudantes, empresárias e empresários, empreendedores e empreendedoras, e quaisquer organizações da sociedade civil comprometidas com a defesa de direitos e o regime democrático. O objetivo é construir um espaço de diálogo para uma ampla gama de grupos e pessoas que tenham divergências quanto a temas, agendas e fórmulas para o Brasil, mas, ao mesmo tempo, compartilhem valores que deem a unidade necessária para atuar.

O movimento quer provocar a realização de Prévias Eleitorais para 2018, reorganizar as forças democráticas em busca de convergências nas candidaturas e planos de governo e, paralelamente, fazer frente aos retrocessos impostos pelo atual governo em diversas áreas. Para isso fixou um cronograma de ações que começam no dia 5 de dezembro, quando deverão se mostrados aos partidos e movimentos sociais que Quero Prévias 2018 expressa o desejo de milhares de cidadãos e cidadãs.

A seguir a íntegra do manifesto do movimento.

 

Manifesto Quero Prévias 2018

Estamos de prontidão! Em todo o Brasil, nas ruas e nos espaços virtuais, coletivos se formam, atos e marchas são convocados e milhares de ocupações constroem a resistência. Se nunca nos faltou disposição para agir, esta energia cresce e se alastra nas bases da sociedade. A resposta à perda de direitos e às fragilidades da democracia brasileira só pode ser uma: mais democracia, direitos e igualdade!

Queremos contribuir com a reorganização das forças comprometidas com essa agenda e assegurar a construção de um programa de governo que dispute as eleições presidenciais de 2018 e que transborde também para os processos eleitorais estaduais e municipais. Se as eleições não são tudo, são um momento decisivo da disputa política, o que torna as Prévias um caminho para que bases democráticas, inquietas e criativas da sociedade construam canais para formular e dar vazão a suas propostas.

As Prévias serão um espaço comum de diálogo no qual diversos grupos e pessoas poderão escutar uns aos outros, apresentando análises e propostas e debatendo seus potenciais e limitações. Sem abrir mão da pluralidade de pensamentos e iniciativas, este processo pretende apoiar a busca por convergências que produzam um programa de transformação social para o Brasil.

Sabemos que não há tempo a perder e que o aprofundamento da democracia exigirá a participação franca e aberta no debate público, evitando a dispersão e buscando a maior colaboração possível. Uma agenda comprometida com a boa gestão pública e que amplie a igualdade, os direitos e a própria noção de democracia chegará mais forte às eleições à medida que for debatida nas Prévias: sem vetos, sem preconceitos e sem imposições.

Por mais democracia, direitos e igualdade e por um processo que dê voz às várias vozes,

QUEREMOS PRÉVIAS!

 

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *