Associados: Justiça do Trabalho realiza audiências sobre redução salarial

Foram realizadas hoje (12/7) duas audiências (TV Alterosa e Estado de Minas) na Justiça do Trabalho a respeito da redução salarial ilegal imposta pelos Associados aos jornalistas do grupo. No caso da TV Alterosa, o juiz que presidiu a audiência determinou a convocação de um representante do Ministério Público do Trabalho (MPT) para fazer parte da ação, com a possibilidade da indicação de um técnico para analisar as contas do jornal e propor medidas para solucionar o impasse. Uma nova audiência foi marcada para o dia 26 de agosto.

Já a do Estado de Minas foi adiada para o dia 19 de agosto. O juiz que comandou a audiência não era o mesmo da anterior e se declarou suspeito por já ter atuado no mesmo escritório que o advogado do jornal. Na audiência do Estado de Minas, o Sindicato propôs também que fosse convocado o MPT para funcionar como uma espécie de interventor, mas a empresa não concordou.

Nas duas audiências, a empresa insistiu na tese inverídica de que a redução foi aprovada em assembleia pela categoria, mas que o Sindicato não aceitou. Disse ainda que o corte de salários foi feito a pedido do trabalhador e que não há nenhum tipo de insatisfação ou “levante” por parte da categoria contra a redução.

Novamente, os jornalistas da TV Alterosa foram alvo de assédio moral praticado pela empresa. Na semana passada, a direção da TV se reuniu com os editores e mandou avisar que quem participasse de qualquer manifestação contra a redução seria punido.

 

Veja também

MPT arquiva denúncia da chapa 1 contra eleição do SJPMG

O Ministério Público do Trabalho (MPT) arquivou nesta semana denúncia envolvendo o processo eleitoral para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *