Com salários atrasados, jornalistas dos Diários Associados no Rio podem parar no dia 11

Os jornalistas dos Diários Associados no Rio decidiram, em assembleia nesta terça-feira (5/1), entrar em greve para pressionar pelo pagamento do salário de janeiro e do 13º salário – que até hoje não foi depositado. Os trabalhadores cruzam os braços na segunda-feira (11/1), Dia Nacional de Luta em defesa dos trabalhadores dos Diários Associados, caso os salários, incluindo o 13º, não saiam até sexta-feira (8/1). Uma nova sessão da assembleia, que foi tornada permanente, será realizada no dia 11/1, às 14h, na sede do Sindicato (Rua Evaristo da Veiga 16, 17º andar – Centro). No Rio, os Diários Associados são proprietários da rádio Tupi e do Jornal do Commércio.
Em reunião com o Sindicato no final da tarde desta terça, o presidente da empresa, Maurício Dinep, disse que a perspectiva é pagar apenas entre 20 a 30% do salário esta semana e o 13º apenas se um empréstimo já solicitado ao Banco do Brasil sair, mas isso não seria antes do dia 15.

Em Minas Gerais, onde o grupo administra a TV Alterosa e o Estado de Minas, os trabalhadores fizeram greve no final de dezembro pelo mesmo motivo e prometem retomar a paralisação se não houver avanços na negociação marcada para a manhã do dia 11. Em Brasília, os jornalistas do Correio Braziliense ainda terão assembleia para decidir sobre as mobilizações.

(Publicado no saite do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro, em 6/1/15.)

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *