Ministério Público do Trabalho dá prazo para resposta de jornais e revistas do interior

O Ministério Público do Trabalho (MPT) marcou para a próxima segunda-feira 30/11 nova audiência entre o Sindicato dos Jornalistas e o Sindicato dos proprietários de jornais e revistas do interior de Minas (Sindijori). Na audiência, os patrões deverão responder à proposta apresentada pelo MPT para assinatura da Convenção Coletiva do Trabalho: aumento real de salário e tíquetes de refeição ou alimentação no valor diário de R$ 20 em quantidade suficiente para os dias efetivamente trabalhados.

A mediação do MPT foi solicitada pelo Sindicato dos Jornalistas diante da intransigência dos patrões para negociar. Em audiência realizada no dia 19/11, com presença de representantes do sindicato patronal, o Sindicato dos Jornalistas reafirmou a reivindicação de reajuste de 10% nos salários (reposição de 8,34% referentes ao INPC acumulado mais 1,66% de aumento real). Pela proposta, as empresas pagariam auxílio refeição ou alimentação nos dias efetivamente trabalhados.

 

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Um comentário

  1. Como o Sindijori não acatou a decisão do Ministério Público do Trabalho, o que acontece agora? Já estamos no fim do ano e nada foi decidido quanto à data-base dos jornalistas do interior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *