AUDIOVISUAL MINEIRO LANÇA CARTA CRITICANDO GESTÃO CULTURAL

Após o anúncio, durante mesa na Mostra de Cinema de Tiradentes, de novo edital para substituir um certame cancelado em dezembro, entidades do setor audiovisual, trabalhadoras, trabalhadores, e personalidades do cinema e da Cultura mineiros divulgaram, em 27 de janeiro, uma carta que elenca insatisfações e erros da gestão do secretário Leônidas de Oliveira e do governador Romeu Zema.

Assinado pelo Sindicato da Indústria do Audiovisual de Minas Gerais (Sindav), a ATCIMG (Associação de Trabalhadores Independentes do Cinema de Minas Gerais), o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, o Fórum Nacional dos organizadores de eventos Audiovisuais Brasileiros (Fórum dos Festivais), e outras 374 pessoas ligadas ao setor, o documento explicita o descontentamento da indústria do audiovisual com a ineficiência das políticas públicas para o setor.

O texto aponta promessas não cumpridas e destaca a desconfiança do setor em relação à iniciativa de lançar-se outro edital (em ano eleitoral) para corrigir os erros de um anterior. Entre as reivindicações está o cumprimento da Lei do Audiovisual (Lei nº 23.160/2018), mais diálogo com representantes do setor e mais investimentos.

Leia na íntegra:

CARTA ABERTA DO SETOR AUDIOVISUAL DE MINAS GERAIS

Veja também

SJPMG e Casa lançam financiamento coletivo e manifesto pela democracia

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de Minas Gerais (SJPMG) e a Casa de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *