Jornalista Petrônio Fonseca morre aos 84 anos

Morreu, hoje, em Viçosa, o jornalista Petrônio Pacheco da Fonseca, 85 anos, ex- editor do Estado de Minas e ex-diretor para o Interior do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG).

Petrônio foi também muitos anos assessor de comunicação na Universidade Federal de Viçosa.

Nos últimos 15 anos, fundou seu próprio jornal “O Popular”, que circula na região de Viçosa.
Era muito querido e respeitado pela comunidade local e pelos colegas de profissão e tinha imensa paixão pelo ofício de jornalista.

Trabalhou no seu jornal até as vésperas de ser internado com covid-19.

Sempre calmo e bem humorado, Petrônio deixa muitos amigos em BH e na região de Viçosa, e também três filhos, netos e a viúva Zilda Alzira Soares.

O SJPMG se solidariza com a família pela passagem de Petrônio, mais um brasileiro perdido para a covid-19.

Força para a família e para outras milhares que enfrentam essa situação.

Vá em paz, Petrônio.

Veja também

Jornalistas do Estado de Minas e Correio Braziliense fazem assembleia conjunta

Jornalistas do Estado de Minas e Correio Braziliense fazem assembléia virtual conjunta na próxima segunda-feira, ...

Um comentário

  1. Antônio Fernando de Souza Faria

    Perdemos um grande guerreiro da notícia.
    O JORNALISMO MINEIRO ESTÁ DE LUTO.
    Trabalhamos juntos em Viçosa e na UFV e pude vivenciar e participar do sucesso do “O Popular”, depois de sua tentativa frustada de lançar o jornal “Muzungu”.
    Nosso querido Petrônio, com certeza, está junto do José Paulo Martins, outro grande jornalista que trabalhou e engrandeceu o Jornalismo em Viçosa.
    Que Deus os tenha em paz meus amigos e colegas!
    Paz e Bem!

Deixe uma resposta para Antônio Fernando de Souza Faria Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *