Equipe da Rede Minas ganha 1º lugar do Prêmio Direitos Humanos de Jornalismo

A equipe da Rede Minas de Televisão conquistou o primeiro lugar no 37º Prêmio de Direitos Humanos de Jornalismo. A premiação foi feita no dia 10/12 em cerimônia virtual.

A série de reportagens premiada foi “Gig Economy, Precarização do Trabalho”, veiculada em dezembro do ano passado no Jornal Minas e mostra a precarização dos direitos dos trabalhadores. Seus autores são: Renato Franco, Atalissa Rosa, Cibele Penholate, Primitivo Pereira Filho, Osmar Flister, Túlio Cunha, Fred Oliveira e Rivadávia Alves.

O prêmio é uma realização do Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), com a colaboração da Associação dos Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul (Arfoc-RS) e da Ordem dos Advogados do Brasil RS (OAB-RS), instituído em 1984.

“É muito gratificante ter o reconhecimento de um prêmio tão importante como esse, nos estimula a fazer ainda mais jornalismo de interesse público, que afinal é a finalidade de uma emissora pública como a Rede Minas”, disse Renato Franco.

Ele ressaltou que em televisão, mais do que em qualquer veículo, o jornalismo é um trabalho coletivo e a série premiada envolveu toda a equipe, da pauta à edição. “Foi um prêmio para o trabalho coletivo”, disse.

Para produzir a série premiada, a equipe mergulhou a fundo na precarização do trabalho, entrevistando juízes, desembargadores, motoboys, bikeboys, para contar como as relações trabalhistas estão mudando aceleradamente, sem que nem mesmo os especialistas entendam direito o que está acontecendo.

O SJPMG dá parabéns aos colegas da Rede Minas, que mais uma vez têm seu trabalho reconhecido nacionalmente, confirmando a qualidade e a importância do jornalismo produzido pela emissora pública mineira.

Assista à série:

[14/12/20]

 

Veja também

Blocos pedem ação de governos e empresários para sobrevivência dos trabalhadores do carnaval de BH

“Roncou, roncou Roncou de raiva a cuíca Roncou de fome (…) A fome não dá ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *