Em Campinas, jornalistas em veículos de comunicação já podem se vacinar contra a gripe

Cm base no Decreto 10.288, o SJPMG solicitou à Prefeitura de Belo Horizonte que os jornalistas sejam vacinados na primeira etapa da campanha. Leia clicando AQUI. Em Campinas (SP), a categoria também fez o pedido e foi atendida.

Por Adriana Franco – Sindicato dos Jornalistas / Foto: Tânia Rego – Agência Brasil

Desde às 13 horas desta segunda-feira (30), os jornalistas e outros profissionais que atuem em veículos de comunicação localizados no município de Campinas já podem se vacinar contra influenza. A pedido da Regional Campinas do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP), a categoria foi incluída nos grupos prioritários de vacinação no município.

“Incluir os jornalistas no grupo prioritário é uma medida importante e necessária tendo em vista que os meios de comunicação foram incluídos no Decreto 10.288 como atividade essencial. Então, os jornalistas é que estão indo às ruas, coletando informações para fazer entrevistas e levantar a notícia e estão na linha de frente e vulneráveis à contaminação”, explicou o diretor da Regional Campinas, Marcos Rodrigues. O diretor lembrou que a vacina não imuniza contra o coronavírus (covid-19), mas torna os profissionais, de acordo com os especialistas, imune a outros tipos de gripe.

A vice-presidenta Regional da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Márcia Quintanilha, destaca que Campinas foi pioneira em priorizar a vacinação da categoria, mas destaca que essa ainda não é uma realidade no país, nem mesmo nas capitais. “Por conta disso, a Fenaj encaminhou um pedido ao Ministério da Saúde solicitando que os jornalistas sejam incluídos no grupo de risco e recebam a vacina em todo o país.” A diretora da Fenaj destaca que vacinar a categoria é uma questão de humanidade com os profissionais que estão em risco ao exercer sua profissão e informar a população com qualidade e veracidade.

De acordo com a Regional Campinas, os profissionais podem procurar o posto de saúde mais próximo. Para se vacinar, o trabalhador precisa apresentar a identificação funcional da empresa. (Veja aqui a localização dos postos de vacinação em Campinas)

Na última sexta-feira, dia 27, o SJSP informou as empresas de comunicação do município sobre a inclusão dos jornalistas no grupo prioritário de vacinação.

O Sindicato segue dialogando com outros municípios e com as autoridades de saúde do Estado para garantir que as medidas sejam adotadas em todo o estado de São Paulo.

(Publicado pelo SJSP.)

[30/3/20]

 

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *