Em Manaus, jornalistas sem registro ficam fora da cobertura de Bolsonaro

Ao que tudo indica, o setor de credenciamento da Presidência da República discorda da Medida Provisória, editada recentemente pelo presidente Jair Bolsonaro, que acabou com a necessidade de registro profissional para jornalistas.

Quem enviou solicitação de credenciamento para cobrir a viagem do presidente a Manaus sem incluir o registro, por acreditar que MP editadas pelo presidente vigoram no País, teve seu credenciamento indeferido pela falta de DRT.

A boa notícia – talvez não tão boa assim para o presidente – é que a equipe do Planalto está engajada com a categoria na campanha “Sou jornalista e defendo o meu registro profissional”.

(Publicado por A Crítica. Crédito da foto: Sandro Pereira.)

 

#LutaJornalista

#SindicalizaJornalista

 

Veja também

Sindicato pede que jornalistas paguem Taxa de Fortalecimento; veja como fazer

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais (SJPMG) conta com sua colaboração financeira para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *