Sindicato dos Jornalistas do Rio de Janeiro repudia assassinato de jornalista

Niterói, 19 de junho de 2019.

Nota Oficial

Mais um profissional de imprensa é brutalmente assassinado. O jornalista Romário Barros [foto], criador do portal ‘Lei Seca Maricá (LSM)’, em Maricá, se soma à preocupante e deplorável estatística de jornalistas mortos no estado do Rio de Janeiro e no País.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro lamenta e manifesta sua solidariedade à família do jornalista e vem a público pedir aos órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro e às autoridades constituídas que tomem urgentes providências para elucidar este abominável crime.

O Sindicato dos Jornalistas reafirma que, apesar desta lamentável estatística de crimes contra jornalistas, nada vai calar a liberdade de imprensa e o exercício da profissão.

No último dia 25, o proprietário do Jornal Maricá, Robson Giorno, também foi assassinado. São dois crimes contra jornalistas em menos de um mês, na mesma cidade de Maricá.

É hora de dar um basta na violência, na intolerância daqueles que acham que pela força, pela violência, pelo assassinato vão calar os jornalistas, vão intimidar a imprensa, vão acabar com o direito constitucional da liberdade de expressão e da democracia.

Mário Sousa

Presidente

(Publicado pela Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro.)

#LutaJornalista

#SondicalizaJornalista

[19/6/19]

 

Veja também

Emissoras educativas mineiras migram da Rede Minas para a TV Cultura de SP

Emissoras de televisão educativas de Minas Gerais lideradas pela Associação Mineira de Rádio e Televisão ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *