Jornais e revistas: assembleia aprova proposta patronal e exige assinatura imediata da CCT

Em assembleia realizada na noite desta terça-feira 31/10 no Sindicato, jornalistas de jornais e revistas da capital aprovaram a proposta patronal de renovação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) para 2017/2018. A assembleia reivindicou também que os patrões assinem imediatamente a CCT, uma vez que as negociações se arrastam há mais de sete meses.

A proposta aprovada – reposição integral do INPC da data-base (4,57%) e pagamento do retroativo em três parcelas, nos salários de novembro, dezembro e janeiro – foi uma conquista da mobilização dos trabalhadores.

No início das negociações, aproveitando a onda golpista da reforma trabalhista, os donos de jornais e revistas apresentaram uma inusitada pauta de reivindicações, com a qual tentaram retirar direitos históricos dos jornalistas, entre eles a hora extra paga em dobro e o adicional noturno.

Além disso, propunham reajuste de apenas 2%, comprimindo ainda mais os salários já reduzidos dos trabalhadores.

Os jornalistas não aceitaram e decidiram reagir. Diante disso, os patrões recuaram e apresentaram uma nova proposta, com reposição da inflação e renovação da CCT.

O Sindicato considera que a categoria conseguiu, com sua disposição de luta, pressionar os patrões e resguardar direitos que estavam ameaçados. O objetivo agora é retomar a campanha salarial, no ano que vem, num novo patamar.

Luta, Jornalista!

[1/11/17]

Veja também

MPT arquiva denúncia da chapa 1 contra eleição do SJPMG

O Ministério Público do Trabalho (MPT) arquivou nesta semana denúncia envolvendo o processo eleitoral para ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *