Sérgio Moreira e Fernando Muzzi se apresentam nesta quinta 27/7 na Casa d@ Jornalista

Os compositores Sérgio Moreira e Fernando Muzzi encontram-se nesta quinta-feira 27/7, às 21h, no Espaço Cultural Casa d@ Jornalista para cantar e contar a trajetória artística de cada um. Moreira refaz sua carreira desde o começo, nos anos 70, quando participou das bandas A Nuvem de Gafanhotos e Ingazeira. Muzzi percorre as trilhas sonoras que compôs para teatro e cinema e que o tornaram conhecido e premiado.

Sérgio Moreira

Nascido em Teófilo Otoni, moldado em Nanuque e amadurecido em Belo Horizonte, Sergio Moreira começou sua carreira aos 15 anos na Radio Difusora de Nanuque, influenciado por Xangai, Zé Edison e Kamil. Em 1972 mudou-se e, estudando no Colégio Estadual Central, conheceu Flávio Venturini, Sirlan, Fernando Brant, Lô Borges, Beto Guedes, Melão, Leri Faria, Celso Moreira e outros artistas.

Depois de passar pela Nuvem e pelo Ingazeira, começou carreira solo em 1980, participando ativamente da vida cultural da cidade. Seu primeiro disco saiu em 1985, expressando o ecletismo do gosto do artista, que vai de Odair José a Chopin, passando por Jerry Adriani, Tom Jobim, João Gilberto e pelo rock progressivo. Em seguida veio a trilogia “Transparente”, “Negro” e “Branco”.

“Minha música é pautada principalmente na originalidade”, diz o compositor. “Os temas surgem do cotidiano, das minhas vivências, seja comigo mesmo seja com o próximo. Faço da música um escape e a música faz de mim seu veículo. Preciso conversar com o íntimo e o externo, fazer essa ponte de duas vias.”

Fernando Muzzi

Cantor, compositor e arranjador nascido em Belo Horizonte/MG, Fernando Muzzi lançou seu primeiro disco, independente, em 1993: “Corpos”, com direção de Juarez Moreira, mas desde 1991 vem se envolvendo com trilhas para teatro e cinema. Foi indicado, por dois anos consecutivos, ao prêmio Shell (2001, com “Ópera do Malandro”, e 2002, com “Gota D’água). Em agosto de 2001, lançou o CD duplo “Arranjos e Trilhas” que registra os seus dez primeiros anos de carreira (1988 a 1998) como arranjador e compositor de trilhas.

Em 2006, lançou em CD o seu novo trabalho, “Confluências”, disco autoral que vai do fado ao blues, passando pelo soul, bossa – nova, salsa e baião. Atualmente, além de composição de trilhas sonoras e direções musicais, é especialista em festivais de música, como os do Sesi Minas e da Aliança Francesa, nos quais atua como diretor, arranjador, regente e instrumentista.

SERVIÇO

Sérgio Moreira e Fernando Muzzi na Casa d@ Jornalista

Data: 27/7/17, quinta-feira

Horário: 21h

Local: Espaço Cultural Casa d@ Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro, BH)

Ingresso: R$ 20

Reservas e informações: (31) 3212-6122 e 9-8365-2552

[24/7/17]

Veja também

15 projetos de lei endurecem penas de crimes contra jornalistas no Brasil

Por Júlio Lubianco Num momento de piora da liberdade de imprensa no Brasil, pelo menos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *