Sérgio Moreira e Fernando Muzzi se apresentam nesta quinta 27/7 na Casa d@ Jornalista

Os compositores Sérgio Moreira e Fernando Muzzi encontram-se nesta quinta-feira 27/7, às 21h, no Espaço Cultural Casa d@ Jornalista para cantar e contar a trajetória artística de cada um. Moreira refaz sua carreira desde o começo, nos anos 70, quando participou das bandas A Nuvem de Gafanhotos e Ingazeira. Muzzi percorre as trilhas sonoras que compôs para teatro e cinema e que o tornaram conhecido e premiado.

Sérgio Moreira

Nascido em Teófilo Otoni, moldado em Nanuque e amadurecido em Belo Horizonte, Sergio Moreira começou sua carreira aos 15 anos na Radio Difusora de Nanuque, influenciado por Xangai, Zé Edison e Kamil. Em 1972 mudou-se e, estudando no Colégio Estadual Central, conheceu Flávio Venturini, Sirlan, Fernando Brant, Lô Borges, Beto Guedes, Melão, Leri Faria, Celso Moreira e outros artistas.

Depois de passar pela Nuvem e pelo Ingazeira, começou carreira solo em 1980, participando ativamente da vida cultural da cidade. Seu primeiro disco saiu em 1985, expressando o ecletismo do gosto do artista, que vai de Odair José a Chopin, passando por Jerry Adriani, Tom Jobim, João Gilberto e pelo rock progressivo. Em seguida veio a trilogia “Transparente”, “Negro” e “Branco”.

“Minha música é pautada principalmente na originalidade”, diz o compositor. “Os temas surgem do cotidiano, das minhas vivências, seja comigo mesmo seja com o próximo. Faço da música um escape e a música faz de mim seu veículo. Preciso conversar com o íntimo e o externo, fazer essa ponte de duas vias.”

Fernando Muzzi

Cantor, compositor e arranjador nascido em Belo Horizonte/MG, Fernando Muzzi lançou seu primeiro disco, independente, em 1993: “Corpos”, com direção de Juarez Moreira, mas desde 1991 vem se envolvendo com trilhas para teatro e cinema. Foi indicado, por dois anos consecutivos, ao prêmio Shell (2001, com “Ópera do Malandro”, e 2002, com “Gota D’água). Em agosto de 2001, lançou o CD duplo “Arranjos e Trilhas” que registra os seus dez primeiros anos de carreira (1988 a 1998) como arranjador e compositor de trilhas.

Em 2006, lançou em CD o seu novo trabalho, “Confluências”, disco autoral que vai do fado ao blues, passando pelo soul, bossa – nova, salsa e baião. Atualmente, além de composição de trilhas sonoras e direções musicais, é especialista em festivais de música, como os do Sesi Minas e da Aliança Francesa, nos quais atua como diretor, arranjador, regente e instrumentista.

SERVIÇO

Sérgio Moreira e Fernando Muzzi na Casa d@ Jornalista

Data: 27/7/17, quinta-feira

Horário: 21h

Local: Espaço Cultural Casa d@ Jornalista (Avenida Álvares Cabral, 400, Centro, BH)

Ingresso: R$ 20

Reservas e informações: (31) 3212-6122 e 9-8365-2552

[24/7/17]

Veja também

Fenaj adere à campanha Tributar os Super-ricos

Conjunto de medidas propostas pode elevar a arrecadação em cerca de R$ 300 bilhões e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *