Rádio e TV do interior: patrões não querem repor perdas nem inflação

Na primeira rodada de negociação com os Sindicatos dos Jornalistas e dos Radialistas, os donos de empresas de rádio e televisão do interior também vieram com propostas que atacam os direitos dos trabalhadores. Sua proposta de reajuste dos salários e das cláusulas econômicas é de 3%, índice que não repõe a inflação e muito menos recupera as perdas dos últimos anos.

Os representantes patronais admitem que a situação financeira das empresas melhorou muito em relação ao ano passado, mas mesmo assim insistem no achatamento salarial.

Demonstram dessa forma que não se importam com seus empregados nem com a qualidade da programação que oferecem ao público.

A proposta patronal está em sintonia com o projeto do governo golpista de cortar direitos conquistados pelos trabalhadores há quase um século e fazer retroceder os avanços sociais das últimas décadas.

Não podemos aceitar isso.

Os Sindicatos dos Radialistas e Jornalistas, que unificaram sua campanha salarial, exigem a reposição da inflação e das perdas anteriores e convocam a categoria a se mobilizar.

Nenhum direito a menos! Pela reposição da inflação e das perdas!

[6/4/17]

Veja também

Em defesa da vida, da vacina para todos e da liberdade expressão e de imprensa, Jornalistas de Minas conclamam: Fora Bolsonaro!

No próximo sábado, dia 3 de julho, centenas de organizações, movimentos, entidades e pessoas irão ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *