Trabalhadores do Diário do Comércio também caem na malha fina

Jornalistas do Diário do Comércio, a exemplo do que aconteceu com os trabalhadores da TV Alterosa, também caíram na malha fina da Receita Federal. Pelo menos 10 profissionais que esperavam receber restituição não a receberam e descobriram que a empresa descontou o imposto de renda na fonte mas não o repassou à Receita. A mesma situação atinge empregados de outros setores. Em entrevista ao Sindicato, o diretor Executivo e de Mercado Yvan Muls disse que o departamento jurídico da empresa está tentando esclarecer o assunto e que não houve divergência nas declarações feitas aos trabalhadores e à Receita.

De acordo com informações da Receita aos trabalhadores, a situação não seria nova e acontece há muitos anos, embora tenha sido a primeira vez que os jornalistas caíram na malha fina. Também não haveria o que fazer, a não ser esperar a notificação da Receita para então apresentar a documentação que comprova o desconto de renda na fonte e o cálculo que dá direito à restituição. “Fomos penalizados duas vezes, não recebendo a restituição e caindo na malha fina”, protestou um trabalhador.

28/10/16

Veja também

SJPMG e Fenaj repudiam agressões a repórter da TV Integração em Prata (MG)

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais e a Federação Nacional dos Jornalistas vêm ...

2 comentários

  1. Além do IR, o INSS foi descontado e não recolhido em muitos casos. Como o meu. Tenho um vácuo de quase dois anos.

  2. Correção nas aspas: “departamento jurídico da empresa”, é uma piada!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *