Redação do Correio Braziliense ameaça parar novamente por salário

Os jornalistas do Correio Braziliense planejam nova paralisação para a sexta-feira da próxima semana, 1º de julho, caso o jornal não cumpra o acordo de depositar na conta dos trabalhadores o valor referente ao reajuste salarial retroativo da Convenção Coletiva de Trabalho 2015/2016. Parte da redação do impresso já parou as atividades por dois dias consecutivos no início do mês, como forma de lutar por direitos trabalhistas.

Com o apoio da direção do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Distrito Federal (SJPDF), os comunicadores do jornal divulgaram que estão convivendo com rotineiros atrasos salariais e que os colegas que atuam como freelancers não estão recebendo os vencimentos, além de benefícios como auxílio-alimentação. A regularização do FGTS está sendo ignorada pela empresa, reclamam os profissionais.

Em calendário aprovado em assembleia anteriormente, o Correio Braziliense se comprometeu a repassar R$ 1 mil até 30 de junho e R$ 2 mil até 18 de julho – relativos ao retroativo -, bem como realizar o pagamento dos freelancers conforme cronograma. Nesta sexta-feira, 24, haverá nova reunião entre a comissão de jornalistas e a empresa, com a presença do sindicato. A expectativa é que a direção apresente novidades e um plano de recuperação, que passa pela venda a investidores.

“O que não dá é o trabalhador ficar de braço cruzado e a empresa ficar se fingindo de morta e ignorando o trabalhador. Nós temos uma preocupação maior que vai além do pagamento desse acordo. Nos preocupamos com o futuro do Correio Braziliense. Não sabemos como a empresa vai manter essa capacidade financeira pra cumprir com o pagamento dos salários e impostos trabalhistas, por exemplo. O fato da empresa penhorar o prédio ou parcelar as dívidas com os jornalistas não significa uma garantia para o futuro”, afirma o coordenador-geral do SJPDF, Wanderlei Pozzembom.

 

(Publicado pelo Comunique-se em 23/6/16.)

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *