Bloco do Pescoção desfila pela segunda vez

O Bloco do Pescoção foi mais um a animar o cada vez melhor carnaval belo-horizontino. Mais de dois mil foliões participaram do desfile, na terça-feira 9/2. Criado por jornalistas em 2015, o bloco saiu em 2016 pela segunda vez, depois de se concentrar em frente à Casa do Jornalista a partir do meio-dia.

O cortejo desceu a Rua Espírito Santo, virou a Avenida Augusto de Lima e fez uma parada em frente ao Maletta, edifício símbolo da boemia de Belo Horizonte e ponto de encontros de jornalistas. Depois subiu a Rua da Bahia e retornou à Avenida Álvares Cabral, onde os foliões se dispersaram por volta das 16h.

A logo do Bloco do Pescoção foi criada pelo cartunista Quinho e a camisa deste ano estampou uma charge do Duke. A marchinha de 2016, “Ano Fedasunha”, foi composta pelo jornalista Zu Moreira e pelo cavaquinhista Warley Henrique. O nome do bloco é uma referência ao trabalho prolongado dos jornalistas às sextas-feiras, quando também adiantam o fechamento da edição de domingo.

Na foto de Aloísio Morais, o desfile do Bloco do Pescoção, com a porta-estandarte Natália Chagas à frente.

Veja também

SJPMG repudia ataques a jornalistas por vereadora de Bom Jesus do Amparo

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais vem a público repudiar os ataques feitos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *