Jornalistas de Minas em manifestação contra o golpe

Jornalistas mineiros participaram nesta quarta 16/12 de uma manifestação popular contra o impeachment da presidenta Dilma e em defesa da democracia. A manifestação começou com concentração na Praça Afonso Arinos e prosseguiu em passeata pelo Centro de Belo Horizonte. “Não vai ter golpe!” foi o principal lema gritado pela multidão.

Os jornalistas chegaram à praça carregando uma faixa com os dizeres “Jornalistas contra o golpe” e foram saudados pelos manifestantes. No alto de um trio elétrico alternaram-se em discursos representantes de sindicatos, associações e centrais sindicais (CUT e CTB), além de movimentos sociais como o dos trabalhadores sem terra, mulheres, jovens e estudantes.

Os manifestantes condenaram a abertura de processo de impeachment da presidenta Dilma e atacaram o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. O eventual afastamento da presidenta foi considerado a cassação dos votos de mais de 50 milhões de brasileiros que a elegeram em 2014 e uma trama das elites descontes com a ascensão popular durante os últimos governos.

“O golpe não é contra a presidenta Dilma, é contra as mães de família, os estudantes, os trabalhadores”, disse a representante da Federação dos Trabalhadores Rurais, Maria Rita. “A rua é a nossa arma contra a direita golpista”, disse um dirigente metalúrgico. “Dilma fica! Cunha sai!”, repetiu em coro a multidão.

 

(Foto: Gil Sotero.)

Veja também

TV Integração divulga nota sobre agressões a repórter em Prata

O Grupo Integração, proprietário da TV Integração, emitiu nota nesta sexta-feira 30/10 lamentando as agressões ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *