Casa do Jornalista recebe festa de abertura do projeto Imersão Latina nesta quinta 20/8

A Casa do Jornalista recebe hoje, a partir das 19h, a festa de abertura do projeto Residência Imersão Latina, que reúne músicos de seis países latino-americanos no Brasil. A proposta do projeto é criar um laboratório de latinidades, tendo a convivência como campo de diálogo entre a tradição e o contemporâneo na criação musical.

Belo Horizonte é a sede do laboratório, que reúne artistas provenientes do Chile, Colômbia, México, Uruguai, Argentina e Brasil e prevê um disco e show em espaço de cultura, arte e educação no Morro das Pedras. Durante 15 dias os artistas ficarão imersos no Centro de Arte e Cultura Flor do Cascalho (Rua Marco Antônio, 250), localizado no aglomerado Morro das Pedras, na periferia da regional centro-sul da de Belo Horizonte.

Ao final de duas semanas será gravado um álbum internacional. Os artistas farão um show na comunidade do Morro das Pedras. Além da oportunidade da vivência no ambiente cultural do aglomerado, onde estão hospedados em residências familiares, os artistas participam das atividades como capoeira, dança afro, ioga e percussão. Os artistas também contribuem ministrando oficinas.

O projeto é fruto de uma parceria ente o Instituto Imersão Latina, a Embaixada Cultural e a Associação Cultural Eu Sou Angolero e conta com aporte do Fundo Ibermúsicas, tendo sido selecionado no edital Ibermúsicas 2014.

Os artistas

Cláudia Elena Ocampo – Colômbia

De Medellín, Cláudia é violonista de orquestra, compositora, regente, professora de música contemporânea, experimental, teatral, e óperas. A artista já recebeu prêmios como o Becas de Creación de Medellin.

Demian Galvez (Mi Chingón) – México

Guitarrista, compositor e cantor mexicano que une a música tradicional e contemporânea de seu país. Participa do projeto Centarvvs, uma combinação provocadora de ritmos mexicanos e música eletrônica de vanguarda.

Grego Quirós – Argentina

De Buenos Aires – Argentina, Grego lançou, em 2013, seu disco solo “Currulao al Sur”, que promove uma fusão entre a música argentina e colombiana. O músico dirige a escola “Loco Tambor” com uma disciplina sobre percussão latino-americana e leciona Etnomusicologia no CSMMF em Buenos Aires.

Martín Turielli – Uruguai

De Montevideo, Martín é um raper e produtor engajado na cena cultural do Uruguai. Sua busca é trazer para o rap e hip hop uma imagem diferente da música produzida nos Estados Unidos.

Tomás Del Real – Chile

De Viña del Mar, Tomás é um jovem guitarrista e cantautor chileno de 21 anos focado em resgatar as raízes latino-americanas com a fusão de outros estilos como rock e jazz. Já participou de festivais como Viljandi Folk (Estônia), Floating Castle (Eslovênia) e outros na Europa.

Rick Silva – Brasil

De Belo Horizonte, Minas Gerais, mora no Morro das Pedras, comunidade que recebe a residência Imersão Latina. Iniciou sua vivência com a música na adolescência aprendendo a tocar violão e cavaquinho com seus primos de forma autodidata.

Wender Santos – Brasil

De Belo Horizonte, Minas Gerais, morador do Morro das Pedras. Teve suas primeiras experiências na música em Belo Horizonte nos grupos Tambor e Lata e Alabê onde trabalhou percussão com instrumentos criados a partir de latas de tinta e baldes, hoje se apresenta com diversos artistas, vivenciando ritmos como black music, xote, samba, baião e outros

O Morro das Pedras

O Morro das Pedras surgiu na década de 1950 a partir da ocupação de moradores removidos de favelas da região e que passou por uma série de desafios habitacionais ao longo de sua história como infra-estrutura, saneamento, assistência social e especulação imobiliária. Hoje o aglomerado tem quase todas as vilas urbanizadas e é uma das comunidades periféricas da capital mineira berço de festas tradicionais e artistas.

Um dos espaços que movimenta a cultura na região é o Centro de Educação e Cultura Flor do Cascalho, localizado na rua Marco Antônio, número 250. Ali a cultura ancestral de matriz africana se mistura com a cultura indiana através de oficinas para crianças, jovens e adultos do aglomerado. Recentemente foi inaugurado um estúdio de gravação profissional no espaço, o Estúdio Escola, que prevê aulas de áudio para jovens do morro e a gravação de mestres da cultura de periferia da cidade.

O Instituto Imersão Latina

O Imel é uma associação de escritores, jornalistas, produtores culturais, pesquisadores e artistas independentes formado por ativistas que trabalham na defesa dos povos da América Latina. A diversidade cultural, a comunicação como um direito universal e a acessibilidade aos bens culturais permeiam os objetivos dos projetos realizados pelo Instituto, sempre de modo coletivo. Com sede em Belo Horizonte, Minas Gerais e atuação internacional, o Imersão Latina completa dez anos em outubro de 2015. Os canais permanentes de comunicação são: o site imersaolatina.com, o blog diário imersaolatina.blogspot.com, o facebook.com/imersaolatina e os blogs e páginas dos projetos desenvolvidos pelo Instituto e de parceiros, como o Coletivo Contorno, escritório criativo sede do Imel.

A Embaixada Cultural

Grupo de artistas e gestores culturais dedicados ao ativismo e diplomacia cultural integram a Embaixada Cultural. A organização promove o intercâmbio cultural entre países promovendo a circulação de artistas de Minas Gerais em shows, realização de residências artísticas no Brasil e no exterior. Em 2014 e 2015 o foco da Embaixada Cultural tem sido o mapeamento de mercados criativos africanos e suas potencialidades de conexão com o Brasil, no viés contemporâneo ou tradicional. Este ano serão realizadas quatro residências artísticas envolvendo 20 artistas de 8 países, três turnês internacionais, diversos shows pelo mundo e a Feira Internacional Minas Música Mundo. A Embaixada Cultural é idealizadora e parceira na realização da Residência Imersão Latina.

Sobre o Ibermúsicas

O Programa Ibermúsicas foi criado para promover a diversidade cultural latino-americana no campo das artes musicais, estimulando a formação de novos públicos na região e ampliando os profissionais do mercado de trabalho a indústria. O Fundo Ibermúsicas atualmente consiste de nove países que financiam o programa: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Paraguai, Peru e Uruguai. Entre as atividades estão o apoio a formação de novos públicos para musicais da América Latina, com especial ênfase nos jovens e populações vulneráveis; promover a distribuição, circulação e promoção de apresentações musicais nos Estados do programa e incentivo às produções e co-produções de musicais entre desenvolvedores públicas e / ou privadas. A Residencia Imersão Latina é realizada com recursos do Fundo Ibermúsicas, já que este foi um dos projetos selecionados pelo edital Ibermúsicas 2014.

SERVIÇO

Festa de Abertura

Data: 20 de agosto, quinta-feira

Horário: 19h

Local: Casa do Jornalista – Avenida Álvares Cabral, 400, Centro

Residência Imersão Latina

17 a 30 de agosto no Centro de Arte e Cultura Flor do Cascalho

Rua Marco Antônio, 250, Morro das Pedras

Festival Flor do Cascalho – show de encerramento

Data: 30 de agosto

Local: Centro de Arte e Cultura Flor do Cascalho

Rua Marco Antônio, 250, Morro das Pedras

Contatos:

Gabriel Murilo (31) 8471-5056

Brenda Marques (31) 8811-9469

brendajornalista@imersaolatina.com

Fonte: Imersão Latina.

Veja também

Câmara de Aracaju aprova exigência de diploma para jornalistas no poder público municipal

A Câmara Municipal de Aracaju (SE) aprovou por unanimidade nesta quarta-feira 21/10, em sessão remota ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *